Notícias

voltar

Agricultura

Safra de Arroz 2015/2016

Publicada: 16/02/2016 - Fonte: CAAL

 Economia da China em franca desaceleração, o petróleo tem o seu mais baixo preço em décadas, política monetária dos EUA ainda mais agressiva, impactando moedas de países emergentes, demanda global caindo e ampliando o desemprego pelo mundo devido à estagnação de economias. Todas estas variáveis não pintam um quadro muito alvissareiro do cenário mundial neste início de ano. O que isto nos afeta ainda não é possível prever, mas tem uma variável que muito interessa aos nossos produtores e que impacta diretamente no dia a dia de toda a região. Esta variável é a perspectiva de safra do arroz que começa agora.
A partir de informação da Conab pode-se verificar que houve nova redução na estimativa desta safra de arroz 2015/2016. Com uma queda prevista de 7,75% sobre a última safra, agora é prevista a colheita de 11,47 milhões de toneladas de arroz, além da previsão de uma queda no consumo de cerca de 200 mil toneladas. Uma boa nova aos produtores é que as exportações do cereal tiveram um bom desempenho até agora, ocasionando uma diminuição no estoque de passagem de uma safra para a outra.
Talvez, segundo analistas, haja a necessidade de buscar produto fora do mercado nacional, algo não desejado pelos produtores, mas que pode se tornar obrigatório caso se confirme essa diminuição de quase 1 milhão de toneladas em relação ao total de 12,43 milhões de toneladas colhidas na safra anterior. Em nível nacional prevê-se o plantio em 2,13 milhões de hectares contra a área de 2,3 milhões semeadas em 2014/2015, chegando a uma diminuição de 7,4%.
Em nosso estado, maior produtor brasileiro a previsão é que sejam colhidas 7,88 milhões de toneladas, redução de 7,7% em comparação com a safra passada. A área plantada foi de 1,083  milhão de hectares ou 3,3% menor do que a anterior. Estima-se ainda uma redução na produtividade devido às intempéries e problemas com custos da lavoura, chegando a uma média de 7.273 kg/ha.
Estas são perspectivas sobre área plantada e volume a ser colhido, podendo influenciar em preços do produto, mas que ainda tem cenário futuro incerto e estão sendo analisados por especialistas. Certamente na Abertura Oficial da Colheita do arroz em Alegrete o produtor terá a oportunidade de se informar sobre o mercado de arroz.
Algumas lavouras do cedo já estão sendo colhidas e deve-se aguardar as primeiras cargas para se avaliar os grãos, pois existiam suspeitas de queda da qualidade.
Resta então ao produtor ficar atento e escolher com critério o local onde vai depositar a sua safra.

imagens
voltar